Museu do Futebol entra no isolamento de idosos com Revivendo Memórias #EmCasa

Um importante reforço contra a solidão de idosos durante o isolamento social na pandemia de coronavírus: a equipe educativa do Museu do Futebol, em São Paulo

0
421
Foto: Divulgação (Juan Guerra)
Foto: Divulgação (Juan Guerra)

A equipe do Museu do Futebol está disponível para conversar por telefone ou chamadas de vídeo, graças à campanha #culturaemcasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

O Museu do Futebol já realiza o projeto Revivendo Memórias, em parceria com o Hospital das Clínicas, com o atendimento de pessoas com a doença de Alzheimer. Após o surgimento do coronavírus e da necessidade de isolamento social, a instituição resolveu abrir a iniciativa para um público mais amplo.

As visitas presenciais foram trocadas por conversas à distância

Com o Museu temporariamente fechado, os educadores farão a atividade de suas próprias casas. As conversas do projeto Revivendo Memórias #EmCasa acontecerão:

  • De terça a sexta: das 10 às 11 horas e das 15 às 16 horas.
  • Às terças e quintas serão feitos atendimentos individuais;
  • Enquanto às quartas e sextas, o foco será casas de repouso e entidades sociais.

Os atendimentos devem ser agendados pelo e-mail agendamento@museudofutebol.org.br, indicando dia e horário e o meio de comunicação (telefone, Skype, Hangout ou outra ferramenta).

Entidades devem informar o perfil do público a ser atendido e quantas pessoas participarão da atividade. É possível agendar também pelo telefone (11) 99113-0226, de segunda a sexta, das 9 às 12 horas.

+ CuidadoJá oferece serviço gratuito para entrega de remédios na quarentena

+ Com mais de 20% da população idosa, Santos e Niterói reforçam medidas de proteção

+ Britânico centenário é exemplo de sobrevivência em guerras e epidemias

Exposições

Confira ainda 14 exposições virtuais do Museu do Futebol na plataforma Google Art&Culture, o Banco de Dados Online do Centro de Referência do Futebol Brasileiro (CRFB) e outras iniciativas nas redes sociais como o YouTube.

#EmCasa

#50+nocombate