Startup trabalha pela reinserção no mercado

De olho nas poucas oportunidades que o mercado oferece para quem passou dos 50 anos, foi criada a Labora. A startup tem como foco a reinserção de profissionais seniores no mercado

0
277
Startup trabalha pela reinserção no mercado
Foto: Sérgio Serapião (Labora/Divulgação)

Desde o lançamento em outubro de 2019, são mais de 2.500 pessoas cadastradas e alguns já conectados a grandes empresas como Itaú Unibanco. A expectativa é fechar 2020 com 25 mil pessoas cadastradas.

O fundador da Labora é o especialista em longevidade e empreendedor social Sergio Serapião, criador também do movimento LAB 60+. A startup leva em conta o potencial e as demandas das pessoas idosas para criar cargos e também acompanha o desempenho dos contratados.

A iniciativa foi detalhada pela PEGN, que relembra que algumas habilidades mais comuns aos profissionais 60+ são uma demanda no mercado.

“Queremos respeitar o idoso, dando cargos que realmente atendem à demanda do mercado e são considerados profissões do futuro”, diz Serapião na reportagem.